_8e4e740765.jpeg

SOBRE

Como começamos e os nossos objectivos

O sistema educativo português tem assistido ao aparecimento de medidas de política educativa cuja agenda tem dado importância crescente às dimensões da gestão e da liderança escolares. O Governo Português desafiou as escolas a implementar novas formas de trabalho, a distribuir tempos e espaços, a flexionar  o currículo, a concretizar uma escola inclusiva, a promover melhores aprendizagens para todos os alunos e a operacionalização o perfil de competências.

Perante esta determinação legal, as DIREÇÕES encontram muitas dificuldades intrínsecas e muitas resistências por parte dos seus docentes para implementar este novo paradigma de escola, pelo que a necessidade de se empoderarem, de melhorar as competências ao nível da gestão e direção das escolas, de se capacitarem, de se modernizarem e de se internacionalizarem tornou-se ainda mais premente.

Pretende-se promover, conhecer, apropriar e partilhar práticas de liderança inovadoras, criar redes alargadas de gestores/líderes escolares, comunicar anseios e receios, superar o desajuste de competências porque se acredita i) que existe uma relação entre a liderança, a gestão e os resultados escolares, ii) que uma liderança mais participada pode dirimir as tensões e melhorar a qualidade da escola, iii) que as repercussões de um desenvolvimento profissional interpares gera melhores resultados.


Pretende-se, ainda, trazer à colação do atual modelo de formação contínua - marcado pela valorização do “local”, dos “contextos profissionais”, da “experiência”, da “reflexividade”, do “desenvolvimento profissional” - a participação numa cidadania europeia e uma maior consciencialização da democracia.


Os objetivos definidos - em consonância com os objetivos da Europa 2020 - enquadrados no curto, médio e longo prazos têm como ambição atingir a qualidade e a internacionalização para o desenvolvimento das escolas, do ensino e da formação, reconhecendo o valor acrescentado que estas poderão adquirir através da participação no ERASMUS+.

Toda a formação adquirida pelos participantes nas atividades e correspondentes resultados de aprendizagem serão reconhecidos, disseminados, divulgados, partilhados com outros membros da comunidade escolar e amplamente utilizados no âmbito do Consórcio.